Looking for something?

Experimentando por aí
Experimentando por aí

Arraial do Cabo – "O Caribe brasileiro"

Chegamos ao fim da Trip Experimentando por aí, mas com um dos lugares mais lindo que já visitei em minha vida.

Galerinha do meu coração, chegou a hora do último episódio da “Trip Experimentando por aí”. Vamos sentir juntos como foi a experiência em Arraial do Cabo/RJ? Muita gente a considera como o Caribe brasileiro. Como ainda não conheço o caribe, não tenho parâmetros para comparar, mas eu sei que o lugar é de deixar qualquer um de queixo caído e de não dar vontade de voltar pra casa. Cada lugar que parávamos, cada mergulho, cada praia, era tudo lindo demais. Fomos dois dias pra lá, um para o passeio de barco e outro pra praia do forno. ?????☀️???????. Se você é daqueles que curte viajar e conhecer as lindezas do nosso país, fica ligado (a) nesse paraíso. E aí, vamos experimentar? ?☺️✌??

No primeiro dia, saímos cedo de Praia Sêca e fomos pra Arraial do Cabo para fazer o passeio de barco, mas sem reservar. Como era pertinho (36,8 km ?) e estávamos de carro (graças ao apoio da Ótica Seu filó, muito obrigado mais, uma vez), fomos tranquilos pensando que não teríamos problemas pra conseguir. De fato não tivemos, foi muito tranquilo conseguir, tinham muitas opções de barcos e os passeios eram (R$ 50) em regra, o que variava era a embarcação e seus atrativos. Escolhemos o nosso e fomos para o píer embarcar.

Peraí, vamos falar um pouquinho sobre como chegar a Arraial caso você esteja no no Rio de Janeiro (140km). Se estiver de carro, temos 2 opções:

  1. Pela ponte Rio-Niterói, use a saída a esquerda e vá pela BR 101 até Rio Bonito. Continue pela RJ-124 (Via Lagos), estrada pedagiada que liga Rio Bonito a São Pedro da Aldeia (Região dos Lagos). No chegar no trevo de São Cristóvão, siga pela RJ-140 que liga Cabo Frio a Arraial do Cabo.
  2. A outra opção, também a partir da ponte Rio-Niterói, utiliza a Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106). Passa por várias zonas urbanas e tem muito radar de velocidade. Em alguns trechos não têm em acostamento.

Fique de olho: O Trânsito é pesado nos trechos urbanos, com muitos radares e na serra, falta acostamento. (Informações extraídas do site Mil e uma viagens)

Já se preferir ir de busão, se liga só, vá até a Rodoviária Novo Rio e pega um ônibus da empresa 1001 que te deixa em Arraial, é bem suave a viagem, desde que não tenha trânsito.

arraialdocabo_riodejaneiro_flaviaalessandraVoltando a viagem, o visual de Arraial é muito fora da curva, quando a gente entra na cidade já começa a ver e sentir o clima e as belezas do lugar. Tudo com um visual incrível. Só falo uma coisa pra você, se organize e vá nas próximas férias pra Arraial.

A primeira parada foi na Praia Grande, que lugar lindo, mas dizem que é uma das águas mais geladas do Rio. Eu não entrei, mas o Marcos Maia e a Alice foram e contaram que é demais de gelada. O que me chamou a atenção foi a estátua da Flávia Alessandra que tem lá, não sabia que tinha. Foi uma homenagem por ela ser filha de Arraial do Cabo e foi inaugurada no aniversário da cidade.

arraialdocabo_riodejaneiro_portal

Chegando na Praia dos Anjos, tinham vááááááários vendedores de passeios, mas muitos mesmo. Com diversas opções de barcos, só que o valor era 1 só. Escolhemos um. E partimos pro Cais dos Anjos para embarcarmos no Califórnia III – Marimbá. Já a bordo fomos ver as opções de bebidas optamos pela caipirinha e caipiroska (R$10). Tava gostosinha demais, docinha. Foram uns “bons drinks”. Huahsuahushaushuahsauhsa E ainda disseram que eu estava numa pior.

arraialdocabo_riodejaneiro_comandante

O passeio de barco é simplesmente sensacional, cada mergulho, cada praia, cada ilha. Vimos tartarugas de longe, próximo a Pedra do Macaco. Nessa pedra dá pra ver uma silhueta do rosto de um macaco. Tipo o nosso Duende de Chapada. Fomos em um ninhal de Atobás, e tinham muitos, hein. Muito maneiro. E não atrapalhamos os bichinhos, apenas olhamos de longe. Esse ninhal fica abaixo do novo Farol de Arraial.

Na volta, ainda vimos um casal de peixes-lua. Segundo a tripulação do barco, eles são extremamente fiéis, passam a vida todo com o mesmo casal. Dá vontade de viver por ali.

arraialdocabo_riodejaneiro_pedradomacaco

No segundo dia, fomos para a Praia do Forno. Muita gente havia recomendado o lugar, dizendo ser lindo demais. Pra chegar à praia existem 2 formas. Pela trilha por cima do morro, ou por barco-taxi. Optamos por ir pela trilha e mal sabíamos que essa opção nos daria uma vista que poucas vezes, ou nenhuma vez, iremos ter novamente. Que visual do Caralho. É impossível ir pela trilha e não parar pra contemplar, fotografar e se apaixonar por aquele lugar. Obrigado a quem nos indicou. Valeu cada passinho, cada subidinha.

arraialdocabo_riodejaneiro_praiadoforno_vista

A praia é lindinha demais, curtinha. Bem gostosa de ficar. Ao meu ver, deveria ter menos barracas e vendedores. Mas a água é transparente como em toda praia de Arraial, fria em um grau suportável, mar calmo, bom pra quem tem filhos e pra quem não gosta tanto de onda. Enfim, muito maneiro pra se passar um dia tranquilo. O visual é de deixar boquiaberto. Quer um conselho de amigo, se estiver em Arraial, não deixe de visitar a Praia do Forno, e vá pela trilha.

arraialdocabo_riodejaneiro_fenda_nossa_senhora

Acabou! Isso mesmo, depois de várias semanas, chegamos ao fim da Trip Experimentando por aí – Rio de Janeiro. Espero que tenham gostado, assim como gostei de compartilhar com vocês. Me contem o que acharam das experiências, e sugiram o que fazer usando a #experimentandoporai e/ou marcando @experimentandoporai no instagram. Quando você usa a hashtag, sua foto ou vídeo aparece aqui no blog (se seu perfil for público e se o instagram não boicotar a gente). Rola nos enviar ou nos marcar pelo Facebook também (www.facebook.com/vamosexperimentar).

 

E aí, vamos experimentar?

 

Ficha técnica:

  • Marquinhos (apresentação e imagens);
  • Marcos Maia (direção, montagem, imagens e color).
  • Wallace e Alice (parceiros de viagem)

 

Vídeo no Facebook: