Looking for something?

Experimentando por aí
Experimentando por aí

Cultura, diversão, conhecimento, UBER e experimentações!

 

Hora de experimentar em Brasília/DF. Cheguei na Capital Federal dia 27.04 para um curso de redes sociais voltadas para governos, mas já de olho no que tinha para experimentar na cidade. Já sabia de alguns os mais conhecidos, mas confesso que queria algo diferente. Assim que desembarquei já fui olhando tudo desde o aeroporto, pra ver se já encontrava algo, mas ali não encontrei nada que me chamasse a atenção. Tentei chamar o UBER, mas a internet não funcionava, aliás meu telefone geralmente não funciona em aeroportos, eu até troquei de operadora agora pra ver se resolve. Peguei um taxi mesmo e paguei absurdos R$ 78,00 até o flat. No caminho estava meio tenso, pois nunca tinha ficado em um flat antes e o taxista disse que não conhecia o local, enfim, ligamos o GPS e conseguimos chegar ao Lake View Resort, que parecia ser muito bom, boa recepção, e apartamento beeeem legal, mas como era noite, não fui conhecer as outras dependências.

brasilia

 

No outro dia cedo, levantei e antes de ir para o curso, resolvi conhecer o restante do Lake View. Caraaaaaalho, que lugar foda: 2 piscinas; Deck molhado; Academia; Sauna; Marina; E uma vista a sensacional para o Lago Paranoá. Um dos lugares mais legais que já fiquei. Ah, já ia me esquecendo, paguei R$ 150,00 na diária.

lakeview

vista_lago_paranoa

 

O curso que me referi no início foi o 5º Redes e-Gov, que se autointitulava “O melhor evento sobre comunicação digital no setor público”. Fui com a indicação do amigo Fred Fagundes. Cheguei ao local do evento, dessa vez de UBER (R$ 13,50), meio ressabiado pois havia trocado um curso da ESPM, que geralmente são muito bons, por esse. Logo de início, percebi que tinha feito a escolha correta (valeu Fred). Enquanto estava na fila para pegar o material, já identifiquei alguns colegas daqui de Cuiabá, e fui ouvindo as pessoas dizerem de onde eram e onde trabalhavam. Uma variedade de conhecimento e experiências absurdas. Durante o curso essas experiências foram sendo ressaltadas e compartilhadas de uma maneira sinistra. Puta troca de conhecimento, valeu cada minuto.

redes_egov

redes_egov2

redes_egov3

Saindo do primeiro dia de curso, estava indo para o flat e no caminho decidi fazer um tour pela Esplanada dos Ministérios, passei pra deixar a mochila e fui fazer o rolê. Aquele lugar é muito maneiro né? Fui Eixo monumental, passei pela Catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida, Palácio do Itamaraty, Congresso Nacional, STF, Panteão da Pátria (que dizem que tem o formato de uma pomba), Memorial JK, Praça dos Três Poderes, antiga Torre de TV, enfim, turistei mesmo, hauhauhauhauhauhauha. Algumas horinhas depois voltei pro flat. Esse rolê todo ficou R$ 40,00 de UBER. Enquanto que uma colega de curso fez o mesmo percurso de taxi e pagou R$ 120,00, isso mesmo. CARO PRA CARALHA.

brasilia_torre_tv_heltransportes

uber

No último dia chegou a vez dos bares, ufa né? Fui ao Versão Brasileira a convite de uma amiga que estava em Brasília, Laura Petraglia. Muito legal o bar e ainda estava rolando a escolha da melhor comida di buteco do Brasil. Gente bonita, cervejinha beeeem gelada – Original R$ 10,90. Na mesa rolaram uns drinks no decorrer da noite, Caipiroscas de Manga com pimenta dedo de moça R$19,90 e Aperol R$17,90, o drink parece ser simples, prosecco, Aperol e soda, segundo o garçon. Para comer, pedimos uma carne de sol com mandioca R$52,90, que estava bem suculenta e saborosa, vinha com um queijo derretido por cima da mandioca que dá água na boca só de lembrar. Como diz meu amigo Robertinho, a boca chega lacrimejar, hauhauahauhauha. O bar tem um clima muito maneiro, luz baixa, bom atendimento, mas não tocava uma musiquinha sequer, zero. O som ambiente era o das pessoas conversando. Confesso que achei bem estranho, prefiro uma música ambiente, ainda mais em um bar com esse nome, né?

bar_versao_brasileira

bar_versao_brasileira2

carne_de_sol_com_mandioca

cerveja_original

Pra fechar a noite fui atrás de um sambinha, pra variar. Me indicaram o bar “Outro Calaf”, disseram que era bem legal e tradicional de samba na cidade. Cheguei e já rolava uma filinha básica, tudo bem organizado. Paguei a entrada (R$ 20,00) e entrei e o show ainda não havia começado, fui até o bar pedi minha Cerveja Original (R$ 12,00), mas já vi que rolava umas coxinhas e uns kibes ali, olho de gordo não perde essas coisas. Perguntei qual era a atração da noite, Estação 90. Gostei da resposta, pois eu confesso que gosto pra burro das musicas dessa época. Quando a banda começou, achei legalzinho, mas os músicos estavam meio inseguros, me pareciam estar iniciando. Da terceira musica em diante ficou tudo certo. =) Em resumo eu gostei. Quando resolvi ir embora, voltei ao bar e comprei uma coxinha e kibe (R$ 8,00 cada) pra levar pra casa. Não tive como resistir. Mal sabia eu que tinha deixado o melhor do lugar para o final. Os salgados eram de comer rezando. Demais de gostosos.

outro_calaf3

outro_calaf2

outro_calaf

Sei que dessa vez o texto foi muito comprido, mas precisava falar sobre muitas coisas. 😉

Antes de ir e durante a viagem, usei os instagrans @deliciasdebrasilia, @ondecomerbrasilia, @gulagramdf e @gordicesbsb, para saber um pouco mais sobre o que valia ser experimentado.

Ah, lembra do taxi que paguei R$ 78,00 pra ir do aeroporto pro hotel? Paguei R$ 23,00 na volta de UBER. Hauhauahuahuauahuahauhauha

E aí, vamos experimentar?

*Foto do Lake View, algumas da cidade, Outro Calaf e do UBER eu peguei na internet. Pois as minhas ficaram meio merdas.

Créditos: