Looking for something?

Experimentando por aí
Experimentando por aí

Hambúrguer de tchapa e cruz

tabela_servico_browE aí, Brow! Rs (Nossa, já já vocês vão entender que bosta de trocadilho, deu até vergonha agora).
Mas vamos lá. Tem um tempo que vejo um brother (Thiago Marques, o Liminha – meu pato no futebol) postando uns hambúrgueres artesanais feitos por ele, e até trocando ideia sobre a possibilidade de fazer uma parceria com o Clube do Vinil (alguns já ouviram falar sobre ele, outros foram, mas isso é assunto pra um outro post), pois é, retomando o assunto. Recebi um convite pra curtir uma página, Brow Burger – chegamos ao trocadilho, me perdoem – curti e comecei a acompanhar. Essa página apresentava 2 sanduíches, o Xomano ($16) e o Gringo ($16), era meio que um desafio que lado você escolhe e tals. Daí no dia 07/04, véspera do aniversário de Cuiabá, aparece na minha linha do tempo, “Concurso Cultural: convide seu amigo para vir até a Multifeira… usando um bom cuiabanês e concorra a 2 Xomanos, sem pretensão nenhuma – mentira o gordinho queria comer um hambúrguer sim – fiz o seguinte comentário no post: “Ed, critino! Bambora comer um lanche na fatxa lá no Brow? Djá vou até lavar meu bambolê (já explico o que é) e ficar desde hodje sem comer nada!”, o Ed respondeu: “Ê ah! Só vamos… E não é que ganhamos os sanduíches?
Hambúrguer de tchapa e cruz
No dia 08/04 aniversário da nossa cidade querida, fomos comer nosso lanche, Ed, mamãe e eu, sim, levei mamãe pra comer também. Pedimos os 2 Xomanos e 1 gringo. Não tinha me atentado para os ingredientes do Xomano, E quando chegou, PAH, duas fatias de banana sobre o hambúrguer, minha mãe já se apressou disse,
“iiiiih, não vai gostar desse lanche”.
Olhei meio desconfiado, pois não gosto muito de fruta na comida salgada, mas decidi experimentar assim mesmo.
Hambúrguer de tchapa e cruz
Bicho, aquela caralha daquela banana deu um sabor absurdo ao hambúrguer, (vai tomar no cú!) demais de gostoso. Comi o meu e o que sobrou da minha mãe, já que o Ed burlou as regras e ficou com o Gringo! Enfim saboroso demais. Experimentei acompanhado de um Chopp Brahma, com colarinho – que pra mim, é assim que se bebe chopp – muito bem tirado diga-se de passagem.
Hambúrguer de tchapa e cruz
Hambúrguer de tchapa e cruz
E aí, vamos experimentar?
Ah, antes que eu me esqueça, Bambolê é o jeito que os cuiabanos tradicionais chamam o chinelo de dedo, havaianas. Qualquer dia desses eu trago o dicionário cuiabanês pra vocês conhecerem.